Notícias

Goiás é rebaixado para a Série B após empate com RB Bragantino

Goiás é rebaixado para a Série B após empate com RB Bragantino

access_time 2 semanas ago

Equipe esmeraldina fica no 0 a 0 com o time paulista. O resultado decreta o 3º rebaixamento do clube, desde que os pontos corridos foram adotados

Com uma rodada de antecedência, o Goiás está rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro e amarga sua quinta queda na história para a 2ª Divisão nacional, que vai disputar pela oitava vez em 2021. O alviverde precisava de uma vitória sobre o RB Bragantino, neste domingo (21), na Serrinha, para seguir com chances de escapar na última rodada, mas empatou sem gols com o Massa Bruta.

Depois de um 1º turno desastroso, o pior do Goiás na história dos pontos corridos em pontos e aproveitamento (12 pontos, 21,05% dos que estiveram em disputa em 19 jogos), não adiantou mais do que dobrar a pontuação no 2º turno (25 pontos). O que não foi suficiente para evitar o rebaixamento.

Se o triunfo viesse contra o RB Bragantino, o time goiano jogaria a última rodada do Brasileirão com chance de seguir na elite. Com a derrota neste domingo, o Goiás permanece com 36 pontos na 18ª colocação e vai cumprir tabela na 38ª rodada da Série A. O duelo será contra o Vasco, que está virtualmente rebaixado. A partida será disputada em São Januário, na quinta-feira (25), a partir das 21h30.

Esse foi o terceiro rebaixamento da equipe esmeraldina, desde que os pontos corridos foram adotados na elite nacional. Antes, o Goiás havia caído em 2010 e 2015. Nas três ocasiões, o clube caiu antes da disputa da 38ª rodada. Em 2021, o time alviverde reencontrará seu principal rival, o Vila Nova, na Série B – o Tigre foi campeão da Série C 2020.

O jogo
O Goiás adotou a estratégia de esperar o RB Bragantino no campo defensivo e sair em contra-ataques ou por meio de ligações diretas para os atacantes esmeraldinos. Isso, no entanto, fez com que a equipe visitante dominasse a posse de bola. Com jogadores criativos, o Massa Bruta não teve dificuldades para criar jogadas ofensivas.

Em determinados períodos da etapa inicial, o RB Bragantino chegou a ter mais de 70% de posse de bola. Foram sete finalizações, sendo três no gol. O goleiro Marcelo Rangel realizou três importantes intervenções para evitar que o Goiás sofresse um gol.

Apesar do volume ofensivo do adversário, foi o time esmeraldino que conseguiu criar as melhores chances para marcar. Mas não foi eficiente. Uma delas, aos 17 minutos, com Fernandão. O atacante foi lançado no campo de ataque, invadiu a área, mas na hora de finalizar pegou mal e a bola passou da meta do RB Bragantino. Depois, aos 30 minutos, Rafael Moura aproveitou escanteio e cabeceou com perigo. A bola tirou tinta da trave esquerda do goleiro Cleiton. Já nos acréscimos, Vinícius Lopes foi lançado após cobrança de falta, finalizou com perigo, mas o camisa 1 do Massa Bruta salvou a equipe visitante.

Com a necessidade de vitória, o Goiás voltou para o segundo tempo com postura mais ofensiva. O time goiano retornou do intervalo com uma mudança – saiu Heron, entrou Daniel de Pauli – e isso fez com que o time atuasse no 4-3-3. Logo aos sete minutos, Shaylon foi lançado, tocou para Fernandão, que devolveu para o meia. O esmeraldino bateu colocado, o goleiro Cleiton não saltou e a bola raspou na trave do Massa Bruta.

Com o decorrer do tempo, a partida voltou a ter o panorama da primeira etapa: o Bragantino liderou a posse de bola e controlou as ações da partida. O Massa Bruta, no entanto, esbarrou na falta de criatividade. Com cruzamentos e chutes de longa distância, a equipe visitante tentou levar perigo à meta esmeraldina, mas sem sucesso.

A partir dos 30 minutos, o nível do jogo caiu. As equipes passaram a errar passes, optaram por ligações diretas para o campo de ataque e levantamentos na área. Nos acréscimos, os zagueiros do Goiás até chegaram a ir para área, mas não conseguiram concluir a gol os cruzamentos direcionados a eles.

FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro – Série A (37ª rodada)
Jogo
: Goiás 0x0 RB Bragantino
Local: Serrinha (Goiânia/GO)
Data: 21/2/2021
Horário: 20h30

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima/RS
Assistentes: Leirson Peng Martins/RS e Lúcio Beiersdorf Flor/RS
Quarto Árbitro: Anderson Ribeiro Gonçalves/GO
VAR: Rafael Traci/SC

GOIÁS: Marcelo Rangel; Heron (Daniel de Pauli), David Duarte e Fábio Sanches; Shaylon, Miguel Figueira (Índio), Henrique Lordelo (Iago Mendonça) e Jefferson (Douglas Baggio); Rafael Moura, Fernandão e Vinícius Lopes (Gustavinho). Técnico: Glauber Ramos.

RB BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Leandrinho), Fabricio Bruno, Ligger e Lucas Cândido; Raul, Ricardo Ryller (Lucas Evangelista) e Claudinho; Vitinho (Ramires), Artur e Ytalo (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.

Cartões amarelos: Augusto César [técnico], Daniel de Pauli, Shaylon (Goiás)

Públicoportões fechados por causa da pandemia do coronavírus

Compartilhe essa notícia

Comentários