Notícias

Guedes diz que é difícil ficar ‘à vontade’ em cargo de ministro, mas que tem confiança de Bolsonaro

Guedes diz que é difícil ficar ‘à vontade’ em cargo de ministro, mas que tem confiança de Bolsonaro

access_time 7 meses ago

Ministro ressaltou que, em momentos críticos de sua gestão, recebeu apoio do presidente

Em meio a embates no governo sobre o cumprimento do teto de gastos, o ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta segunda-feira (17) ter a confiança do presidente Jair Bolsonaro e afirmou ter feito alertas sobre a necessidade de cumprir a lei ao avaliar novas despesas públicas.

Após reuniões nas quais discutiu medidas para liberar recursos do Orçamento, Guedes afirmou que é difícil que alguém fique “à vontade” no cargo de ministro da Economia.

“Existe muita confiança do presidente em mim e muita confiança minha no presidente”, disse, ao ser perguntado sobre sua situação no posto. “À vontade nesse cargo, eu acho difícil você encontrar alguém que vai estar sempre à vontade, é um cargo difícil”.

Guedes ressaltou que, em momentos críticos de sua gestão, recebeu apoio de Bolsonaro. Ele citou como exemplo o episódio no qual convenceu o presidente a vetar a autorização para reajustes salariais de servidores públicos.

Sem mencionar nomes, afirmou ser natural que haja pressão de ministros para uma ampliação de gastos e investimentos públicos. O titular da pasta do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, é um dos defensores de liberação de recursos para obras.

“É uma conversa natural. Qualquer governo tem seus desejos de fazer seus investimentos. Só que existe uma Lei de Responsabilidade Fiscal. A decisão de onde sai os recursos tem que respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal. Esse foi meu alerta”, afirmou.

O ministro disse que é possível liberar recursos para investimentos públicos. Para isso, segundo ele, é necessário tirar amarras do Orçamento, respeitando o teto de gastos.

Compartilhe essa notícia

Comentários