Notícias

Gerente de endemias de Campo Alegre de Goiás diz que não há risco de surto da Dengue no município

Gerente de endemias de Campo Alegre de Goiás diz que não há risco de surto da Dengue no município

access_time 1 ano ago

Em entrevista à reportagem do Jornal Últimos Acontecimentos, na manhã desta sexta-feira (08), o Gerente de Endemias “Dengue” de Campo Alegre de Goiás, Ailton da Penha, afirma que não existe de forma alguma epidemia da doença na cidade.  “Ficamos muito felizes com a preocupação da população, pois a Dengue é um problema de todos e que deve gerar atenção das pessoas de responsabilidade pública. Mas é muito importante que utilizemos os veículos de comunicação com cuidado, não existe uma epidemia de dengue na cidade”, assegura. O gerente esclarece que é preciso tomar cuidado e mover ações mais enfáticas para o combate à doença, pois há um momento de alerta. “Só seria epidemia se tivéssemos 300 casos por mês”, diz.

Ailton fala que há 08 casos de Dengue notificados até o momento na cidade. “Não podemos ficar brincando, a gente não brinca, trabalhamos muito sério”, ressalta.

Com relação às providências que tem sido tomadas, Ailton fala que cada visita domiciliar em que se passa informações para a população já é um momento de educação.

“Temos ações específicas também nos pontos estratégicos, uma equipe que trabalha nesses pontos onde possam haver uma quantidade maior de focos, já realizamos vários mutirões por toda nossa cidade, e nos próximos dias, ocorrerá outros e esse mutirões se repetirão, as ações estão sendo feitas”, salientou.

O gerente pede aos profissionais de saúde que notifiquem os casos, pois a vigilância não tem interesse algum em esconder, pelo contrário, quanto mais informações verídicas melhor é a situação. “As ações contra a dengue não dependem apenas de um departamento, mas de uma rede de profissionais da vigilância, da atenção de todos para que unidos possamos combater esse mosquito e o vírus da dengue”, encerra.

A Secretária Municipal de Saúde de Campo Alegre de Goiás – Meire Lúcia Pereira, solicita a população que intensifiquem os cuidados com os seus imóveis. Todo cidadão deve ser responsável por manter seus quintais e terrenos limpos e livres de recipientes que possam vir a acumular água.

“Várias ações de combate a proliferação do mosquito Aedes Aegypti vem ocorrendo em nossa cidade, somente neste ano diversos mutirões de limpeza foram realizados, através de força tarefa, agentes de saúde realizam suas atividades incansavelmente sempre orientando a população e notificando irregularidades. Ações educativas são realizadas em escolas e em locais estratégicos, além da administração de inseticida (nebulização) nas localidades onde vem ocorrendo as notificações”, relatou a secretária.

Vale ressaltar que a nebulização não pode ser realizada desordenadamente para que os mosquitos não se tornem resistentes ao inseticida.

Aos primeiros sintomas tais como: febre, dor de cabeça, dores no corpo, prostração, manchas avermelhadas na pele, dor nos olhos, o indivíduo deve procurar atendimento médico imediatamente. Repouso e hidratação são extremamente importantes para o paciente com suspeita de Dengue.

Pessoas portadoras de doenças hematológicas (no sangue), Diabetes, Hipertensão e doenças que afetam a imunidade do indivíduo são mais suscetíveis ao agravamento da doença.

O Poder Público não pode ficar sozinho nesta batalha, assim a população deve participar das ações e ajudar ao combate do Aedes Aegypti.

Dengue dói, Dengue mata! Juntos somos mais fortes.

Texto e Vídeos: Reginaldo Ribeiro

Compartilhe essa notícia

Comentários